Resumo do Episódio 51 - Paixão

Luísa descobre que a autópsia do pai pode ter sido falsificada; o médico que podia provar a inocência de Miguel é atacado na prisão!

No Resort, Jacinto é entrevistado por Tomás e acaba por falar-lhe da sua vida. Na receção, São avisa Vasco de que Jacinto vai trabalhar com eles, mas Vasco garante que não vai acontecer nada.

Tomás e Luísa estão preocupados com os últimos acontecimentos no Resort: a intoxicação alimentar, o cancelamento do open de golfe e a tentativa de homicídio dão má publicidade. Luísa diz que está a tentar controlar tudo e Tomás quer ajudar, oferecendo-se para ficar no Resort enquanto ela for a Moçambique.

Helena conta a Zé que Miguel descobriu que a autópsia de Paulo pode ter sido falsificada. Helena diz que também não quer que Miguel volte para Luísa e Zé garante que isso nunca irá acontecer.

Catarina brinca com Vicente, quando Maria Paula chega e conta a Bárbara que pode ser possível provar a inocência de Miguel, porque suspeitam que houve uma falsificação de documentos. Luísa vai buscar Catarina e fica surpreendida quando a filha lhe conta conta o que ouviu.

Jacinto conta a São e Vasco que conseguiu o emprego no piano bar do Resort e quer celebrar com um jantar a quatro. Vasco hesita, mas acaba por aceitar. Entretanto, Tomás pede ajuda a Castro, porque quer usar o Resort para a prostituição sem que a Luísa saiba e até tem uns clientes espanhóis interessados. No entanto, Castro diz-lhe que só trabalha para Zé.

Depois de saber por Catarina a notícia da falsificação da autópsia de Alexandre, Luísa confronta Maria Paula em casa dos Guerreiro. Maria Paula assume que devia ter tido mais cuidado para Catarina não ouvir e garante que Miguel vai conseguir provar a sua inocência, porque o médico que forjou a autópsia está preso por corrupção e vai contar quem lhe pagou. Luísa diz que deviam ter-lhe contado logo em vez de andarem a esconder coisas.

Diana diz a Mónica que está a preparar-se para regressar a Lisboa e que já anda à procura de emprego. Mónica diz-lhe que não pode desistir de Duarte, mas Diana relembra-a de que ele mantém-se afastado e não faz sentido continuar assim. Entretanto, Henrique entra e diz que tem um amigo que trabalha num restaurante que a pode ajudar e Diana agradece. Quando fica a sós com Henrique, Mónica pergunta-lhe durante quanto tempo é que ele vai estar em Lisboa. Ele garante que só vai falar com a sogra, convidando-a a passar uma noite no hotel para compensar.

Leonor vai ter com Tiago às cavalariças e pergunta-lhe se ele tem mais alguém. Tiago acaba por não revelar nada. Leonor diz-lhe que não precisa de se preocupar com Tomás e combina encontrar-se com ele no hotel.

Luísa fica confusa com a notícia da falsificação da autópsia de Alexandre e tem memórias do passado, enquanto Miguel apanha o avião para África do Sul para falar com o médico que falsificou a autópsia.

Na prisão da África do Sul, três prisioneiros cercam o médico que poderia provar a inocência de Miguel, Eric Nzama, e matam-no sem que ninguém os apanhe.

Castro diz a Zé que tratou do assassinato de Eric e que correu tudo conforme o planeado.

Na cadeia da África do Sul, os guardas apercebem-se que Eric foi morto e dão o alerta.

Isabel está com João quando Bê lhes diz que vai sair com amigas. Na verdade, vai sair com Tiago. Isabel diz que teve a ideia de dar aulas de equitação aos rapazes e às raparigas do lar de acolhimento. Depois de Bê sair, Isabel diz ao marido que vai passar a controlar o seu dinheiro. João espera que ela não o gaste em detetives privados, mas ela garante que não vai descansar até recuperar Sofia. Isabel diz ainda que não vai por os bens no nome dos filhos, porque acha que Miguel não vai atrás deles.


Comentários